depressao01

Tentar descobrir se a depressão é desencadeada, primariamente, por motivos químicos ou psicológicos, é o mesmo que perguntar se o ovo veio antes da galinha. Na verdade, tanto a química cerebral altera nossas emoções quanto é alterada por elas”, afirma a psicoterapeuta Sílvia Ivancko. Ela também explica que existem dois tipos básicos de depressão: a reativa, isto é, aquela provocada por um grande sofrimento ou trauma, e a sistêmica ou crônica, isto é, aquela que surge, aparentemente, sem motivo.

“Mas, em geral, mesmo não sendo óbvia nem aparente, há alguma causa psicológica na raiz de uma depressão. Muitas vezes, a pessoa nem lembra o motivo, mas, na terapia, acaba identificando a causa e encontrando o caminbo da cura. Além disso, também é preciso reconhecer que as pessoas têm níveis diferentes de resistência ao sofrimento.”

O entendimento de como as doenças se instalam no organismo ainda é, em certo sentido, um mistério. E, no caso da depressão, esta questão é ainda mais difícil, pois trata-se de uma doença que está no limiar entre o físico e o mental. “Acredito que a compreensão da depressão passe pela aceitação do fato de que não há como separar o corpo da mente”.

Fonte: http://saude.terra.com.br/interna/0,,OI616693-EI1712,00.html

 

Consultório
Rua Martiniano de Carvalho, 864 – Cj 907
Bela Vista
Próx. ao Metrô Vergueiro (200m.) e Shop. Paulista (200m.)
São Paulo
Fone: (11) 3481-0197
E-mail: psicoclinicas@yahoo.com.br
Site: http://geocities.yahoo.com.br/psicoclinicas