Pesquisa realizada nos EUA traça o perfil da dificuldade enfrentada pelos adolescentes que sofrem de acne. Segundo os resultados, a sociedade tem a tendência de encarar o jovem com espinhas como tímidos e com menos chances de se sair bem em encontros.

O estudo foi feito realizado pela Ipsos, em parceria com a Sociedade Americana de Acne & Rosácea e o patrocínio da fabricante de produtos dermatológicos Galderma. Foram ouvidos 1.200 pessoas, entre 12 e 22 anos, pertencentes às classes ABCD, das principais cidades dos EUA.

Os participantes foram convidados a dar suas percepções a respeito de um grupo de adolescentes, com base exclusivamente nas fotos de seus rostos, com pele saudável ou modificada digitalmente para simular a acne.

“Para os adolescentes, a imagem que as pessoas têm de seu exterior exerce enorme impacto em como eles se sentem sobre si mesmos”, afirma a psiquiatra Eva Ritvo, da Universidade de Miami, que coordenou a pesquisa.

Para se ter uma ideia, 64% dos adolescentes com acne já se sentiram constrangidos. Entre eles, 95% afirmaram que o motivo do constrangimento foi causado pela maneira com que as pessoas os observaram.

Também segundo o levantamento, os adultos americanos acreditam que mais de metade (56%) dos adolescentes com acne estão suscetíveis a ser vítimas de constrangimento, em comparação com 29% dos que não têm acne.

O levantamento indica uma percepção negativa para os adolescentes com acne em relação aos que não têm. É comum que a sociedade os considere tímidos (39% contra 37%), nerds (31% contra 17%), solitários (23% contra 13%) e com poucas chances de se tornarem líderes (29% contra 49%).

Já os adolescentes que não têm o problema são vistos de maneira mais receptiva. Eles têm maior probabilidade de serem percebidos como autoconfiantes (42% contra 25% dos jovens sem espinhas), felizes (50% contra 35%), divertidos (40% contra 28%), e inteligentes (44% contra 38%).

A vida amorosa do jovem com o problema também é afetada, de acordo com os resultados. Para 64% dos adultos, os adolescentes com acne têm menos probabilidade de irem a um encontro no final de semana. Entre os próprios jovens, apenas 36% acham que o adolescente com acne possui chances de ter um encontro no final de semana.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/2010/04/22/jovem-que-sofre-de-acne-e-visto-como-timido-e-solitario-segundo-pesquisa.jhtm

Consultório
Rua Martiniano de Carvalho, 864 – Cj 907
Bela Vista
Próx. ao Metrô Vergueiro (200m.) e Shop. Paulista (200m.)
São Paulo
Fone: (11) 3481-0197
E-mail: psicoclinicas@yahoo.com.br
Site: http://sites.google.com/site/psicoclinicas/

Anúncios