Sentir ansiedade é normal: às vésperas de uma prova, durante uma decisão por pênaltis ou em uma entrevista de emprego, por exemplo, todo mundo fica apreensivo. Mas, se a ansiedade atrapalha a rotina, vira doença e é preciso tratá-la.

ansiedade“Ter cuidado ao dirigir é normal, mas não dirigir por medo de passar mal, assim como ter medo de usar o elevador por achar que vai morrer asfixiado, por exemplo, são exageros típicos de doenças relacionadas à ansiedade”, diz Tito Paes de Barros Neto, psiquiatra do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo e autor do livro “Sem Medo de Ter Medo”, guia para ajudar vítimas de fobias.

E como saber se a ansiedade é normal ou uma doença? “Quando a ansiedade faz alguém mudar a rotina de forma freqüente, é preciso tratar”, diz Marina Balieiro, psicóloga do Hospital Edmundo Vasconcelos, da capital.

A ansiedade exagerada é característica de diversas doenças. A mais comum é a agorafobia, cujas vítimas evitam lugares ou situações em que se sintam embaraçadas.

O transtorno de pânico faz a vítima achar que está prestes a morrer ou a enlouquecer. A fobia social se caracteriza quando a pessoa tem medo de ser avaliado pelos outros. Ela passa a evitar festas, atividades coletivas e outras tarefas que exijam exposição –falar em público, então, nem pensar. Outro distúrbio é a ansiedade generalizada, em que a preocupação exagerada se estende pelo dia inteiro, sem razão consistente.

Os transtornos obsessivos-compulsivos e o transtorno de estresse pós-traumático são outros distúrbios relacionados à ansiedade. Em todos os casos, o tratamento envolve terapia e uso de medicamentos.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u420040.shtml

Consultório
Rua Martiniano de Carvalho, 864 – Cj 907
Bela Vista
Próx. ao Metrô Vergueiro (200m.) e Shop. Paulista (200m.)
São Paulo
Fone: (11) 3481-0197
E-mail: psicoclinicas@yahoo.com.br
Site: http://sites.google.com/site/psicoclinicas/

Anúncios