thumbnail2Os caminhos para o aperfeiçoamento pessoal, que permite enfrentar – e vencer – com mais facilidade os obstáculos do dia-a-dia

Quem está lendo esta reportagem relaxado numa poltrona, com o tempo que for preciso para terminá-la e sem ninguém interrompendo, é um privilegiado. A maioria das pessoas lê enquanto se ocupa de outras coisas .– espera o trânsito andar, vê TV, responde a e-mails, prepara o jantar, seca o cabelo, ajuda os filhos com o dever de casa. A correria da vida moderna faz com que as pessoas girem em um ritmo mais acelerado do que gostariam. O brasileiro trabalha hoje em média 51 horas por semana, e a jornada de um profissional não acaba – continua via celular e e-mail. O habitante típico das grandes cidades do Brasil gasta em média duas horas por dia no trânsito. Segundo pesquisa recente, 82% dos brasileiros dos centros urbanos admitem que seu nível de ansiedade é alto. O bombardeio de informações é estonteante. Por isso, ao fim do dia, o excesso de informação termina por subtrair significado na mesma proporção em que fornece novidades. Em boa parte, resulta daí a sensação de que vivemos todos imersos em uma realidade caótica.

Diante desse quadro, as pessoas tendem a negligenciar a formação de sua estrutura psicológica. Alguns dos elementos formadores desse oásis interior são os prazeres intelectuais, os passatempos e diversões, a espiritualidade, a convivência social. Eles acabam relegados a um plano secundário, ou mesmo esquecidos, por causa do stress do dia-a-dia. O embate entre as opressões do cotidiano e as necessidades pessoais tornou-se um problema tão crítico que se converteu em foco central da atenção de psicólogos e especialistas em analisar o comportamento humano.

Para que as pessoas não sejam engolidas pelo mundo moderno, é preciso que criem dentro de si uma espécie de zona de proteção.
Nessa zona de proteção, as pessoas podem fazer o que gostam e ser capazes de aperfeiçoar sua vida interior em todos os aspectos: mental, emocional, espiritual, intelectual e social. Assim, tornam-se seres melhores, mais felizes, mais preparados e aptos para a vida em família, em sociedade e no trabalho.

Essa zona de proteção de que falam os especialistas, pode ser imaginada como um lago em volta da pessoa. Ele filtra as situações extenuantes pelas quais ela passa no trabalho e nas relações sociais, protegendo-a – ao menos em parte – de seus efeitos nocivos. Suas águas abrigam aquilo que existe de mais vital dentro de cada um: a vida interior. Cercar-se desse lago não significa isolar-se do mundo, pelo contrário. Significa adquirir forças para lidar melhor com a parte da existência sobre a qual não temos controle.
Há quem transforme o lago num oceano – gente cuja vida interior é tão rica que acaba por transcender aos aspectos práticos do cotidiano.

Muita gente que embarca numa boa causa para se aperfeiçoar interiormente acaba por se lançar em aventuras que modificam todos os aspectos de sua vida. Muitas vezes o aperfeiçoamento da vida interior se dá por meio da superação dos próprios limites. Um atleta olímpico que bate um recorde não ganha apenas uma medalha e a glória instantânea – ele também dá um passo à frente em sua realização pessoal.

A busca pelo autoconhecimento, assim como as pressões do mundo moderno, tem feito com que cada vez mais gente busque os benefícios de uma terapia.

Fonte: http://veja.abril.com.br/250804/p_092.html

Consultório
Rua Martiniano de Carvalho, 864 – Cj 907
Bela Vista
Próx. ao Metrô Vergueiro (200m.) e Shop. Paulista (200m.)
São Paulo
Fone: (11) 3481-0197 (11) 97546-6799
E-mail: psicoclinicas@yahoo.com.br
Site: http://sites.google.com/site/psicoclinicas/

Anúncios